AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANTÓNIO CORREIA DE OLIVEIRA

 

 TRANSIÇÃO PARA O REGIME NÃO PRESENCIAL

ANO LETIVO 2020 / 2021

Exmo. Sr. Encarregado de Educação

Em conformidade com as orientações emanadas para as escolas, informamos que, a partir do dia 08 de fevereiro, serão iniciadas as atividades letivas em regime não presencial para todos os anos de escolaridade.

As normas que definem os procedimentos decorrentes do regime não presencial, bem como o código de conduta, encontram-se disponíveis na página do agrupamento (www.acoliveira.pt), sugerindo-se a sua consulta integral.

Realçamos que:

  1. As atividades decorrem de acordo com o horário enviado pelo educador/professor titular/diretor de turma, no qual se encontram identificadas as sessões síncronas e as sessões assíncronas/trabalho autónomo.
  2. Os alunos deverão aceder às atividades através do contacto institucional alojado no domínio acoliveira.pt. Na Classroom de cada disciplina, serão enviadas por cada docente as orientações do trabalho a desenvolver, bem como disponibilizado o link para aceder às sessões síncronas através do Meet.
  3. Durante o E@D, os alunos, no cumprimento do horário estabelecido para a turma à qual pertencem, têm o dever de frequência (assiduidade e pontualidade), estando sujeitos às mesmas regras previstas para o regime presencial (dever de assiduidade de acordo com o Estatuto do Aluno).
  4. Nas aulas síncronas, os alunos devem estar disponíveis para manter a câmara ligada de acordo com as orientações dadas pelos docentes e manter os microfones desligados, intervindo quando lhe seja dada permissão.
  5. Nas aulas síncronas, os alunos estão sujeitos ao dever de respeito pelo professor e pelos colegas. As situações de desrespeito pelas normas e funcionamento das sessões síncronas poderão levar à exclusão do aluno em incumprimento nessa mesma sessão e à comunicação da ocorrência ao diretor de turma. Poderá levar ainda à conclusão da aula.
  6. Nos momentos assíncronos, os alunos devem realizar as tarefas propostas, cumprindo os prazos definidos.
  7. Todos os Pais e/ou Encarregados de Educação deverão adotar medidas que obstem à gravação das aulas por parte dos seus filhos e/ou educandos, ao nível da imagem, do som, e que o conteúdo das mesmas não seja objeto de qualquer transmissão e/ou difusão em qualquer local, incluindo as redes sociais, a qual é expressamente proibida. Caso se venha a verificar o registo e/ou uso indevido do conteúdo de qualquer aula, a direção do Agrupamento terá de agir em conformidade, recorrendo a todos os meios legais ao seu dispor, de acordo com as suas responsabilidades e atribuições, nomeadamente, participando esses factos às autoridades policiais, por, eventualmente, ter sido praticado e perpetrado um crime de devassa da vida privada, nos termos do previsto no artigo 192º do Código Penal, assim como, procederá ao exercício da ação disciplinar prevista no Estatuto do Aluno, por violação dos deveres do aluno, e a aplicação do previsto no regulamento interno.

 

Cientes de todas as dificuldades inerentes ao momento que atravessamos, continuamos a contar com a colaboração de todas as famílias.

 

Esposende, 03 de fevereiro de 2021

A subdiretora

Ângela Novo